DERMOLIPECTOMIA DE COXAS

Preço sob consulta

Carregando...

Detalhes sobre o produto

Descrição Rápida

A dermolipectomia é a cirurgia plástica utilizada para remodelar as coxas, reduzindo o excesso de pele, em alguns casos removendo o excesso de gordura, resultando em uma pele mais lisa e contornos de coxas e dos membros inferiores desejados.

Como é feita Dermolipectomia de Coxas

A cirurgia consiste na retirada do excesso de pele e gordura subjacente na região interna das coxas.
A incisão tradicional é realizada na prega interna da virilha até o sulco glúteo. Nos casos em que há grande flacidez e excesso de pele, pode haver necessidade de se realizar também uma incisão vertical a partir do centro da cicatriz inicial posicionada na face interna da coxa. As incisões e a necessidade ou não da incisão vertical são discutidas com o paciente no pré operatório.
Após a retirada do excesso de pele e gordura subjacente, procede-se ao fechamento das incisões. A cirurgia dura cerca de 1 hora e pode ser associada à lipoaspiração das coxas se houver indicação.

Como se preparar para cirurgia

Conforme a idade do paciente e a presença de condições associadas são solicitados exames pré-operatórios como exames de sangue (hemograma e coagulorama), radiografia de tórax e eletrocardiograma. Em algumas situações pode ser necessária a opinião de outros especialistas.
Na véspera da cirurgia a paciente deve fazer jejum de oito horas e se internar no hospital escolhido 2 horas antes do procedimento. Os detalhes são fornecidos por escrito para cada paciente conforme a cirurgia.
Na semana anterior à cirurgia evita-se a utilização de qualquer medicação e mesmo alguns chás, que podem alterar a coagulação. A necessidade de utilização de medicamentos deve ser informada ao cirurgião.

Anestesia
A anestesia pode ser local associada à sedação ou bloqueio (peridural) ou geral (quando associado a outros procedimentos), realizada por médico anestesista da equipe, habituado às particularidades de cada procedimento.

Como é a recuperação da cirurgia

Em alguns casos deixa-se um dreno para aspirar o líquido coletado na região operada por um período variável entre 1 e 2 dias. O paciente recebe alta ao final do dia ou no dia seguinte, conforme o caso específico e a associação ou não com outras cirurgias.
Nos primeiros dois dias utiliza-se um curativo leve na região. A região operada necessita de atenção com a limpeza local por tratar-se de uma região delicada do ponto de vista de higiene (proximidade com a região genital). Dessa maneira, são indicados banho de assento para a limpeza local.
A cirurgia de suspensão das coxas não costuma causar muita dor e são prescritos analgésicos para o seu controle. Também são prescritos antiinflamatório, antibiótico (prevenção de infecção) e protetor gástrico (para evitar irritação do estômago pelas outras medicações).
A paciente deve permanecer em repouso relativo (sem esforços exagerados) durante 2 semanas. Após 6 semanas a paciente está liberada para atividade física normal, incluíndo academia.
A região operada apresenta inchaço por um período de 1 mês, havendo benefício com a realização de drenagem linfática e outros procedimentos de fisioterapia.

Como fica a cicatriz


A cicatriz resultante da cirurgia localiza-se na virilha, estendendo-se posteriormente até o sulco subglúteo, podendo apresentar maior ou menor extensão, dependendo do volume de pele excedente a ser retirado. Ao realizar o procedimento, o cirurgião planeja que a cicatriz fique escondida sob as roupas de banho.

Nós usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência e personalizar publicidade. Ao continuar navegando você concorda em com nossa Política de Privacidade. Nós usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência e personalizar publicidade. Ao continuar navegando você concorda em com nossa Política de Privacidade.
Unimedicos Medicina Em Estética LTDA - CNPJ: 08.824.588/0001-00
Desenvolvido por Construsite Brasil - Criação de lojas virtuais